Quando é recomendado o transplante de fígado?

Início / Dicas / Quando é recomendado o transplante de fígado?
Quando é recomendado o transplante de fígado?

Quando é recomendado o transplante de fígado?

O transplante de fígado se tornou uma rotina desde a década de 1970 e, desde então, tem-se observado uma evolução excelente quanto à resposta dos resultados, sendo atualmente um tratamento eficaz nos casos de insuficiência hepática aguda e crônica, com taxas de sobrevida de 1 e 5 anos, maiores que 90% e 70%, respectivamente. Porém, devido à grande quantidade de pacientes em lista, principalmente pela alta prevalência de doença hepática crônica descompensada, infelizmente o número de doadores ainda é insuficiente, resultando uma alta taxa de mortalidade de pacientes na lista de espera para o transplante.

A recomendação de um transplante de fígado para o paciente deve ser analisada através dos riscos relacionados à cirurgia, da imunossupressão e da recorrência da doença de base contra os benefícios do transplante, ou seja, cada paciente tem que ser avaliado individualmente. Os órgãos são alocados de acordo com o seu grupo sanguíneo e para a sua inclusão em lista aplica-se o escore MELD (Model for End-stage Liver Disease) para os adultos e o escore PELD (Pediatric End-stage Liver Disease) para as crianças menores que 12 anos, que avaliam a gravidade da falência hepática.

Grosso modo, a indicação do transplante ocorre em 6% em pacientes com doença hepática aguda (hepatites fulminantes) e em 94% em pacientes com doença hepática crônica descompensada, associada ou não ao câncer primário do fígado e cirrose hepática de várias etiologias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Whatsapp