Gordura no fígado: muita gente tem, mas não é normal.

Gordura no fígado: muita gente tem, mas não é normal.

Olá! Espero que você e seu fígado estejam bem. Especialmente porque hoje em dia muita gente tem esteatose hepática. A famosa gordura no fígado, que atinge cerca de uma em cada três pessoas. Mas, tão grave quanto essa estatística, é achar que com tanta gente sofrendo do mal, é normal ter a doença. Não é. Até porque um dos principais responsáveis pelo acúmulo de gordura no fígado é o excesso de peso, que sempre vem acompanhado de uma leva de outros problemas. Entre eles colesterol alto, diabetes, sedentarismo e hipertensão.
Mais um motivo para ficar atento é que a esteatose hepática engana muito bem suas vítimas. Afinal, ela não provoca dor e nenhum outro sintoma. Pode permanecer estável por muitos anos e, durante todo esse tempo, nem mesmo prejudicar o funcionamento do fígado. Porém, se suas causas não forem controladas, o que implica em melhorar os hábitos e o estilo de vida, há o risco da doença evoluir para uma cirrose hepática e até câncer de fígado. Nessas situações, o fígado aumenta de tamanho, adquire um aspecto amarelado e tem sua função prejudicada. Nos casos mais críticos, o transplante pode ser a única solução.
Como deu para perceber, está em suas mãos conter a escalada da esteatose hepática. E o melhor jeito de fazer isso é tendo uma vida mais saudável e incluindo o fígado no seu check-up. Pense nisso com carinho e consulte um gastroenterologista com título de especialista em hepatologia pela Sociedade Brasileira de Hepatologia. Um abraço, e até o próximo HepatoNews!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Whatsapp