Síndrome metabólica e risco de esteatose

Síndrome metabólica e risco de esteatose

Olá. Espero que você e seu fígado estejam bem.Doenças frequentes, como diabetes, hipertensão e aumento do colesterol, geralmente estão associadas à obesidade. Outro elo em comum dessas doenças e à resistência insulínica. O que significa que a insulina tem dificuldade de retirar a glicose do sangue e levá-la para as células, aonde participa de diversas ações vitais, como o metabolismo das gorduras. Como é de supor, a interrupção desse processo favorece o acúmulo de gordura no organismo, inclusive no fígado, e aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Pois bem. Quando uma pessoa tem essas doenças, que têm como base a resistência insulínica, é dito que ela possui síndrome metabólica, e, como expliquei, tem mais chances de desenvolver esteatose hepática e doenças cardíacas.Diante dessa teia de informações, o que você precisa ter em mente é o seguinte: que precisa rever seu estilo de vida. O que inclui ter uma dieta orientada por especialista e adaptar às suas condições atuais de saúde. O mesmo vale para a atividade física. Ser sedentário não é mais opção, mesmo que você tenha alguma restrição. Um especialista pode desenhar o melhor treino para a sua idade, condições clínicas e limitações. Em alguns casos, medicamentos também podem ser necessários. E é aí que entra o gastroenterologista com título de especialista em hepatologia pela Sociedade Brasileira de Hepatologia. Não deixe de se cuidar, ok? Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Whatsapp