Cirurgia bariátrica em casos de cirrose

Cirurgia bariátrica em casos de cirrose

Olá. Espero que você e seu fígado estejam bem. E é em nome disso que especialistas de todo mundo têm discutido a possibilidade de encaminhar para a bariátrica o paciente que tem cirrose e indicação de fazer transplante de fígado. Por trás dessa recomendação está a intenção de diminuir a enorme quantidade da gordura acumulada na região abdominal, para que o transplante possa ser realizado com menos obstáculos e dificuldades pela equipe médica. E também evitar problemas respiratórios, que são agravados pela obesidade e podem comprometer tanto a operação quanto a recuperação depois dela. Apesar de todos esses benefícios, a bariátrica deve ser muito bem indicada para o cirrótico. Afinal, ele tem mais riscos de ter complicações em qualquer cirurgia, e também de permanecer mais tempo no hospital e de mortalidade. Por tudo isso, ainda é preciso levar em consideração o funcionamento do órgão e a presença de varizes de esôfago. Checado tudo isso e aprovada a realização da cirurgia bariátrica, há a preferência para que ela seja feita por videolaparoscopia ao invés da cirurgia aberta e usando a técnica sleeve, que grampeia na vertical parte do estômago, não sendo uma cirurgia disabsortiva, ou seja, que não vai produzir má-absorção dos alimentos. Para terminar, vale lembrar que o Conselho Federal de Medicina pondera que a bariátrica seja realizada por obesos mórbidos, com IMC igual ou superior a 40. Ou, a partir de 35 se houver doença associada, como diabetes, hipertensão e alto risco cardiovascular. Para se certificar se você se encaixa num desses perfis, consulte um médico especialista e também um gastroenterologista com título de especialista em hepatologia pela Sociedade Brasileira de Hepatologia. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Whatsapp