Câncer de fígado: quais os fatores de risco?

Câncer de fígado: quais os fatores de risco?

O câncer primário de fígado pode estar associado a fatores de risco que o próprio paciente possui, como o fato dele ser alcoolista ou obeso. Também pode estar relacionado a doenças hepáticas provocadas por vírus ou por fatores ambientais, caso das hepatites B e C. Ambas transmitidas através do sangue.

Além disso, o risco de desenvolver câncer primário de fígado é maior em quem tem mais de 40 anos de idade, é homem, está com o estado imune comprometido e tem histórico de câncer na família.

Também está no alvo do câncer de fígado quem tem cirrose, enzimas hepáticas aumentadas, alta carga viral pelo vírus das hepatites B e C, presença de co-infecção do vírus da hepatite B com a hepatites D ou ainda com HIV.

Junte a essa lista quem tem síndrome metabólica, caracterizada pela presença de obesidade, diabetes e esteatose hepática, ou faz uso abusivo de álcool, tabagismo e alimentos contaminados com um fungo Aspergilus, que produz aflatoxinas, geralmente encontrado no amendoim ou em grãos em condições não ideais de armazenamento.

Como se vê, é muita gente que pode apresentar esses fatores de risco… Daí a orientação delas fazerem exames ultrassonográficos do fígado e de dosagem de alfa fetoproteina no sangue de 6 em 6 meses para o diagnóstico precoce do câncer de fígado. Afinal, a possibilidade de cura está intimamente associada ao tamanho pequeno do tumor. Fique atento, e cuide-se.

Um abraço, e até o próximo AI, MEU FÍGADO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Whatsapp